Ano do Hierofante

V2016 tem sido chamado de Ano do Eremita (2 + 0 + 1 + 6 = 9), mas não por mim. E nem para mim. 2016 é meu Ano do Hierofante.

Só para ser do contra?

Não, só porque essa é a carta que vai ressoar no meu ano pessoal. E isso é algo que não serve para todos, pois cada um tem a sua vivência.

Curiosamente, meu ano de nascimento também foi um Ano do Hierofante. Esse número 5 gosta de me seguir.

E o que significa esse Ano do Hierofante para mim? Veja as características da lâmina. Pense sobre elas. Note que eu estou com este blog de tarot onde procuro ensinar um pouco do que eu sei, desenvolvendo meu lado espiritual ao mesmo tempo em que eu me embrenho nos estudos… Todas essas facetas refletem a essência do Hierofante.

Sabendo disso, eu posso programar melhor meus afazeres a fim de maximizar esse potencial. É bom saber isso, não é?

E como se descobre o Arcano que rege o ano pessoal? É muito simples.

Fazendo os cálculos

Em primeiro lugar, some seu dia e mês de nascimento. Então, some o ano em questão e você conseguirá um número que precisará ser reduzido (não temos dois mil e tantos Arcanos no tarot).

Essa redução se faz da seguinte maneira: se o resultado do cálculo acima for maior do que 22 (com certeza é), some os algarismos do resultado, chegando a outro número, reduzido.

  • Se esse novo número reduzido for ainda maior do que 22, reduza-o outra vez.
  • Se for igual a 22, o Arcano regente é O Louco.
  • Se for menor do que 22, aquele será o número do Arcano.

Não entendi nada. Pode dar um exemplo?

Claro. Digamos que você nasceu em 30 de agosto e quer saber qual o Arcano que vai reger 2016…

Você vai encontrar dois Arcanos, sabia?

Isso acontece porque seu ano pessoal começa no dia do seu aniversário. Ou seja, você tem um Arcano regendo de 30 de agosto de 2015 a 29 de agosto de 2016 e outro regendo de 30 de agosto de 2016 a 20 de agosto de 2017. Lembre-se desse detalhe.

Voltando às contas… 30 de agosto (30 + 8) dá 38.

  • Somando a 2015, você tem 2053. Como é maior do que 22, você soma os algarismos do resultado (2 + 0 + 5 + 3) e obtém 10.
  • Somando a 2016, você tem 2054. Como é maior do que 22, você soma os algarismos do resultado (2 + 0 + 5 + 4) e obtém 11.

Ou seja, neste ano, de 1º de janeiro de 2016 a 29 de agosto de 2016, você está sendo regido pelo X. Roda da Fortuna.

E de 30 de agosto de 2016 a 31 de dezembro de 2016 é XI. A Justiça (não vamos entrar na discussão de antes, certo?) que rege sua vida.

Ficou mais claro agora? Se não, basta deixar um comentário e eu tento explicar de outra maneira.

Bem, meu ano é regido pelo V. Hierofante. E o seu?

Leituras com magia

SpellAcredito que você se lembra quando escrevi sobre a famigerada dúvida acerca de haver ou não uma maldição ou magia em efeito sobre o cliente e como maus profissionais exploram esse medo. Se não se lembra, dê uma olhada naquele artigo e depois continuaremos a conversar.

Pronto? Ótimo.

Numa conversa nesses últimos dias, uma amiga disse que chegou à conclusão de que minha opinião era que todo tarólogo que oferece uma alternativa mágica é uma fraude…

Calma lá! Não foi isso o que eu disse.

Explorar o medo de um cliente é uma coisa ruim. Prometer resolver algo que não tem solução é uma coisa ruim. Isso tudo gera um mau profissional.

Contudo, é preciso reconhecer o valor da ritualística e da magia! Ora, se não fosse assim eu não estaria trilhando um caminho mágico e não teria sido Iniciado em algumas Tradições… A questão é saber lidar com isso de maneira profissional.

Considere a seguinte alegoria:

Você vai a dois médicos e diz que tem dor nos rins.

  • O primeiro abaixa a cabeça, pega o receituário, anota o remédio que você precisa tomar, e encerra a consulta;
  • O segundo faz algumas perguntas acerca da dor, analisa onde está doendo, diagnostica de fato o que você tem, abaixa a cabeça, pega o receituário, anota o remédio que você precisa tomar, e encerra a consulta.

Qual dos dois médicos você prefere que lhe atenda?

Se você escolheu o segundo, então aplique isso às leituras de tarot também, oras! Se um cliente tem uma questão que precisa ser resolvida e eu percebo isso por meio da leitura, havendo algum tipo de magia que pode ser feita, eu faço a indicação. É impossível fazer um bom trabalho sem compreender a situação e, como tarólogo, minha ferramenta de trabalho é o tarot.

E aqui cabe um parênteses: quando falo magia, entenda isso em sentido amplo – pode ser um banho, um chá, um escalda-pés, uma vela, um verso, um amuleto ou patuá, ou mesmo uma mescla disso tudo. Até mesmo mudar o modo de encarar o mundo é uma postura mágica.

Além disso, se for seguir essa rota mágica, é preciso orientar o cliente sobre o que será feito. É direito do cliente (ele está pagando por isso!) saber a razão de determinado ingrediente num chá, ou o porquê de uma vela de certa cor, ou ainda o motivo de algo ser feito preferencialmente numa sexta-feira. Você não precisa esmiuçar os detalhes, mas é ético dizer o que envolve o investimento do cliente.

Uma vez uma cliente apareceu dizendo que queria uma magia para encontrar sua alma gêmea. Só queria isso, nada além. Eu disse que não poderia ajudá-la (Mas vocês, tarólogos, não ficam fazendo magia de amarração para todo mundo?). Expliquei que precisava estudar a questão por meio das lâminas antes de poder fazer qualquer uso de magia para ajudá-la.

A contragosto ela aceitou. Sabe qual era o problema? A cliente se autossabotava constantemente, o que impedia que qualquer relacionamento em que se envolvesse tivesse frutos.

Imagine se ela realizasse qualquer tipo de ritual para atrair o amor: simplesmente não daria certo depois de algum tempo por conta da constante autossabotagem.

Assim, o que fizemos foi empoderá-la para que ela passasse a tomar as rédeas da vida dela para seguir em frente, cortando laços de maneira consciente para que laços mais firmes pudessem surgir. Ao longo do processo, com o fim da autossabotagem, ela encontrou a pessoa com quem está até hoje.

Tarot e magia podem caminhar lado a lado. A questão é utilizá-los com ética e sabendo o que se faz.

E você, utiliza a magia em sua prática tarológica?

Passividade ou atividade?

Criado por Jacob Andrews

Algumas pessoas têm uma atitude passiva com relação ao tarot. Elas acreditam demais no destino, aceitando que tudo o que acontece com elas é pré-determinado, como se Maktub! fosse a resposta para tudo.

Isso é passividade. É encarar o tarot apenas como um oráculo que visa revelar um destino que não pode ser alterado.

Busco trazer uma outra atitude para meus clientes: quero que eles deixem esse lado passivo de lado e passem a atuar com atividade real. Permito que eles compreendam que não são peões num jogo, mas verdadeiros co-criadores de seus destinos.

Eles passam a compreender que as cartas revelam aquilo que tende a acontecer se nada mudar e, de posse desse conhecimento, passam a atuar de maneira a moldar sua realidade de acordo com sua Verdadeira Vontade.

Manifeste seu destino. Crie seu destino. Mude seu destino.

É assim que você se torna verdadeiro herói na sua vida, e não apenas uma personagem secundária.

Ou, para você, o destino é imutável?

Algumas associações do tarot com os signos zodiacais

ZodiacDe vez em quando alguns alunos me perguntam sobre as associações dos signos do zodíaco e os Arcanos Maiores do tarot. É uma pergunta pertinente mas, para quem está começando, acaba sendo informação demais. É preciso dar um passo de cada vez para se chegar ao destino.

Contudo, acho importante colocar algumas dessas associações aqui na página, para referência futura. Não é algo definitivo, mas apenas inspirador para quem desejar buscar as correspondências mais a fundo no futuro.

Vamos lá?

Áries (21 de março a 19 de abril)
IV. O Imperador. Representa sua lealdade e sua capacidade de ficar sempre ao lado de seus amigos, não importa qual o tamanho da enrascada em que se meteram. Além disso, sua autoridade e seu poder de análise de uma situação são sempre úteis para orientar os outros a alcançar seus objetivos.

Touro (20 de abril a 20 de maio)
V. O Hierofante. Representa o conhecimento adquirido na sua busca por ideais maiores e na exploração das tradições verdadeiras. Em seu íntimo, você é capaz de chegar ao âmago das questões mais profundas para compreender e revelar as grandes lições da vida.

Gêmeos (21 de maio a 20 de junho)
VI. Os Enamorados. Representa a natureza das grandes lições morais com as quais tem de lidar. Você se sente encorajado a ponderar acerca das escolhas diante de você para, no fundo, seguir o caminho que acha mais íntegro.

Câncer (21 de junho a 22 de julho)
VII. O Carro. Representa sua força e seu orgulho, que o leva a seguir um rumo correto entre os conflitos diante de você. Mesmo que busque segurança, você também ama a liberdade que sua intuição lhe confere ao seguir em frente.

Leão (23 de julho a 22 de agosto)
VIII. A Força. Representa sua força emocional, mental e espiritual. A coragem que ajuda a atravessar os obstáculos da vida também lhe dá a certeza de que nada pode se opor entre você e seu destino.

Virgem (23 de agosto a 22 de setembro)
IX. O Eremita. Representa a busca interior de um objetivo na vida. Quando você se enclausura para explorar os mistérios que o cercam, você se abre para a inocência da vida.

Libra (23 de setembro a 22 de outubro)
XI. A Justiça. Representa sua busca de equilíbrio entre desejos e necessidades. Para alcançar um resultado justo, é preciso deixar seus sentimentos e emoções de lado, pois ao alcançar isso você conseguirá atingir um bem maior.

Escorpião (23 de outubro a 21 de novembro)
XIII. A Morte. Representa a sua busca por se transformar a cada instante. Você encontra prazer ao libertar seu espírito e renascer, não se prendendo aos grilhões que encarceram os outros, podendo se tornar o mistério que todos almejam descobrir.

Sagitário (22 de novembro a 21 de dezembro)
XIV. A Temperança. Representa sua moderação. Você é capaz de mediar conflitos, encontrando um equilíbrio entre compreensão e percepção, atravessando as turbulências que ousarem se interpor entre você e seu destino.

Capricórnio (22 de dezembro a 19 de janeiro)
XV. O Diabo. Representa sua busca em encarar sua sombra para dela obter o conhecimento necessário para a transformação espiritual. Você é capaz de devolver toda a negatividade que tenta atingi-lo, transmutando-a na certeza de ideais que fazem de você quem é de verdade.

Aquário (20 de janeiro a 18 de fevereiro)
XVII. A Estrela. Representa seu eterno otimismo. Quando você tem esperança naquilo que acredita de verdade, você pode alcançá-lo. Assim, cabe a você levar essa certeza da vitória espiritual aos que o cercam.

Peixes (19 de fevereiro a 20 de março)
XVIII. A Lua. Representa sua mudança de humor constante. Ao se conectar com os ciclos naturais e usá-los de maneira intuitiva, você se torna senhor das suas emoções e pode ajudar os que buscam seus conselhos.

E você, faz outro tipo de associação entre o zodíaco e os Arcanos do tarot?